O Latife

o Latife

Tradição

Latife

Dona Latife criou os filhos com austeridade. Tempos difíceis aqueles… Uma casa imensa para administrar com os recursos que o marido obtinha na fabriqueta que mantinha no fundo do quintal da casa que habitavam, muitas crianças para educar e formar!

contato_img2

 

sobre_img3b

 

Trabalho e estudo eram as palavras de ordem da casa. Não havia tempo para sentimentalismos, as palavras eram poucas e precisas, os gestos eram enérgicos. O amor incondicional de Dona Latife pela família (o marido e os oito filhos que tiveram) revelava-se por inteiro à mesa. De seu fogão “brotavam” fartas porções das maravilhas da culinária árabe acompanhadas por saladas verdes e frescas, frutas típicas dos trópicos e as tradicionais frutas secas do Oriente Médio, em um sincretismo alimentar provavelmente ditado pela sabedoria herdada de seus antepassados.

 

Enquanto trabalho e estudo eram as palavras de ordem da casa, as palavras de ordem da cozinha de Dona Latife eram manteiga, mel, carne de ótima procedência, ingredientes de primeiríssima qualidade, frutas de todos os tipos, fartura e carinho! Honrando essa tradição, o Latife Gastronomia Árabe utiliza “manteiga purificada” – mais conhecida como manteiga ghee –, cortes de carne específicos para cada receita, temperos e especiarias provocantemente saborosos e verduras e frutas frescas, agregando sabor e aroma aos pratos.

sobre_img4